Icone Acesso a informação
Portal
Transparência 
IPTU 2019
Portal
Transparência
Consulta Prévia
Consulta
Prévia
Voltar
Saúde
Data: 28/06/2022 - Escrito por: Daiana Farias - Imagem: Daiana Farias

//Saúde de Criciúma pede que população atualize cadastro no SUS

Tweet
A atualização cadastral é importante para agendamento de consultas e procedimentos, e deve ser feita na Unidade Básica de Saúde (UBS)

O município de Criciúma está tendo dificuldades quanto ao contato com os pacientes que tem suas solicitações ou cirurgias autorizadas. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde orienta a população, já que quem não atualizar o registro no Sistema Único de Saúde (SUS), pode atrasar o recebimento de informações referente ao agendamento de consultas e procedimentos. A atualização cadastral deve ser feita na Unidade Básica de Saúde (UBS) onde o paciente é cadastrado. É essencial que esta atualização seja feita com os dados básicos, como endereço e telefone de contato.

Os principais problemas são referentes a telefones antigos, números inexistentes e até CEPs que não correspondem com o endereço. Essas pessoas acabam indo para lista de pendências e, por consequência, o procedimento atrasa”, pontua o secretário de Saúde de Criciúma, Arleu da Silveira.

O coordenador de cirurgias eletivas, Claudenir Leôncio Alexandre, esclarece que a Secretaria utiliza de todos os meios para falar com os pacientes, inclusive via WhatsApp, por mensagens de texto ou áudio. Em alguns casos solicitam a busca ativa por parte do agente comunitário de saúde dado a dificuldade de falar com o paciente. “Ligamos muitas vezes para os números de contato que o próprio paciente nos deixou, e o mesmo não atende nossas ligações, ainda que reiteradas vezes tente-se o contato”, ressalta.

Solicitamos que o paciente, sempre que fizer troca de moradia, troca de celular ou número fixo de contato, que procure sua unidade de saúde para regularizar o seu cadastro”, completa o coordenador.

Negativa de cirurgias preocupa

Outra questão que preocupa a Secretaria de Saúde de Criciúma, é o paciente que tem o seu procedimento cirúrgico autorizado, mas não quer realizar naquele momento. “Infelizmente a secretaria do Município não tem como considerar a vontade ou disponibilidade do paciente, justamente por serem procedimentos eletivos, programados e liberados pela regulação estadual considerando os critérios de prioridade”, explica o secretário. E ele reforça, ainda, que alguns pacientes, por várias vezes contatados, insistem em não querer fazer a cirurgia naquele momento, e por motivos que não justificam. Enquanto o paciente se mantém indeciso sobre fazer ou não o procedimento, nem ele e nem um outro paciente realiza a cirurgia.

Diante desta situação, a Secretaria Municipal de Saúde de Criciúma faz um apelo para que as pessoas tenham consciência de que existe uma fila de espera, e nesta fila existem pessoas que não só querem realizar a cirurgia, como necessitam fazê-la. “Por isso, se você foi chamado para realizar sua cirurgia, atenda sempre que chamado, ou caso não deseje ou não necessita mais da cirurgia, informe ao setor responsável para que possamos reaproveitar a vaga”, conclui o coordenador de cirurgias eletivas.

A secretaria ainda reforça que o número (48) 3445-8400 é da Saúde de Criciúma, e pede que o paciente atenda ou retorne as ligações sem receio.


 

Sobre a atualização do cadastro no SUS:

Nos casos em que a pessoa não puder comparecer presencialmente por questão de saúde que impeça a locomoção até os locais para atualização do cadastro, um familiar poderá fazê-lo, munido dos documentos originais do paciente (RG, CPF e Cartão do SUS).


 

 

Mais notícias

Notícias Relacionadas