Icone Acesso a informação
Portal
Transparência 
Consulta Prévia
Consulta
Prévia
Voltar
Saúde
Data: 16/01/2023 - Escrito por: Patrick Stüpp - Imagem: Arquivo/Decom

//TeleSaúde: plataforma digital realiza mais de 20 mil atendimentos em Criciúma

Tweet
Em breve o serviço deve ser expandido para as 48 Unidades Básicas de Saúde do município

Desenvolvida para melhorar os atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a plataforma digital de atendimento TeleSaúde vem ganhando, cada vez mais, destaque entre os seus usuários. A plataforma foi lançada em maio de 2022 e, até o momento, soma mais de 20 mil atendimentos realizados no município de Criciúma. Implantada inicialmente na comunidade do bairro Santo Antônio, atualmente, o serviço é ofertado em 11 Unidades Básicas de Saúde, proporcionando facilidade e agilidade para toda a população criciumense.

 

O desenvolvimento da plataforma foi inspirado nos atendimentos do TeleCovid. O método que auxiliou as equipes médicas a monitorar o estado de saúde dos pacientes durante a pandemia da COVID-19. “A plataforma surgiu como uma proposta de um projeto-piloto, mas se mostrou inovadora com o passar do tempo logo após seu lançamento. Dessa forma, nesses resultados percebemos que estamos modernizando nossos atendimentos, melhorando a qualidade de vida da população e fazendo Criciúma virar, ainda mais, referência na área da saúde”, destacou o secretário de Saúde, Acélio Casagrande.

 

Conforme a coordenadora do TeleSaúde, Marina Herath, a plataforma disponibiliza diversos serviços para a população, com a finalidade de reduzir as filas nos atendimentos nas Unidades de Saúde. “Os serviços que a plataforma oferta são: atendimentos médicos, resultados de exames, troca de receitas e serviço de informação de forma online aos moradores cadastrados. Os principais e mais procurados entre todos os serviços são o agendamento de consultas com 6382 agendamentos até agora, receitas médicas com 2860 atendimentos e informações com 1015 atendimentos”, ponderou.

 

Atualmente, os serviços do TeleSaúde são ofertados para as comunidades dos bairros Santo Antônio, Quarta Linha, Linha Anta, São Roque, Vila Rica/Imigrantes, Verdinho, Renascer, Mina União, Nova Esperança, Sangão e na UBS Centro Social Urbano. “O serviço é ofertado em 11 comunidades no momento. Porém, em breve, nosso objetivo é expandir os atendimentos para as 48 Unidades Básicas de Saúde do município”, afirmou o gerente de Vigilância em Saúde, Samuel Bucco.

 

Utilização da plataforma


Os usuários interessados em utilizar os serviços do TeleSaúde, devem estar cadastrados na sua Unidade Básica de Saúde e todo atendimento é feito via WhatsApp. Por meio do cadastro, os usuários conseguem acessar o atendimento remoto e a plataforma faz o primeiro contato com o paciente, que passa por uma triagem. Após as perguntas iniciais, ele é encaminhado para o atendimento médico online, ou para atendimento presencial, se for necessário.

 

O horário de funcionamento do serviço é de segunda-feira a sexta-feira das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30. De acordo com Bucco, diferente dos agendamentos nas Unidades de Saúde que ocorrem apenas na segunda-feira, agora os agendamentos no TeleSaúde podem ser feitos em todos os dias da semana durante o seu horário de funcionamento.

 

A plataforma apresenta grande flexibilidade para todas as comunidades que o serviço é ofertado. Desse modo, as pessoas que desejam agendar suas consultas se beneficiando dos serviços da plataforma, evitarão filas nos atendimentos podendo agendar suas consultas em qualquer dia da semana no conforto de suas casas”, pontuou.

 

Segurança nos atendimentos

 

Além disso, a conta dos atendimentos do TeleSaúde agora é verificada com o selo de verificação no WhatsApp. “Por meio do selo de verificação, os usuários conseguem ter mais segurança nos processos de atendimentos, não estando sujeitos a caírem em possíveis golpes ou em tentativas de fraudes. Sendo assim, os usuários conseguem ter certeza que estão entrando em contato direto com nosso serviço de atendimento”, reforçou o gerente de Vigilância em Saúde.

 

Mais notícias

Notícias Relacionadas