Icone Acesso a informação
Portal
Transparência 
Consulta Prévia
Consulta
Prévia
Voltar
Social
Data: 16/06/2020 - Escrito por: Maria Henrique Leandro - Imagem: Divulgação/Decom

//Abordagem Social: amparo para pessoas em situação de rua

Tweet
Educadores circulam pelas ruas e informam sobre os serviços ofertados em Criciúma

Por meio do serviço de Abordagem Social, a Secretaria Municipal da Assistência Social e Habitação de Criciúma, tem intensificado os trabalhos em benefício da população em situação de rua. A ação conta com três educadores, que circulam pelas ruas da cidade, localizando essas pessoas e tentando convencê-las a acessar os equipamentos ofertados pelo Município, como o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) e a Casa de Passagem.

Os profissionais da secretaria não têm autorização legal para retirar as pessoas da rua, caso estas não estejam de acordo. Por isso, a Abordagem Social conversa com a população e informa sobre os equipamentos existentes no município. “Na maioria das vezes, encontramos uma certa resistência da população em situação de rua em aceitar acessar os serviços. O principal motivo dessa resistência é o costume existente na cidade de ofertar esmolas nas sinaleiras”, relata a secretária municipal da Assistência Social e Habitação de Criciúma, Patrícia Vedana Marques.

O Centro Pop realiza atendimentos durante o dia, disponibilizando materiais para a higiene pessoal. No local também podem ser realizadas refeições, além de conter atendimento psicossocial. O equipamento fica localizado na Rua Martinho Lutero, 179-325. Para saber mais, acesse: criciuma.sc.gov.br/site/noticiaUnica.php?noticia/14086#conteudo .

Já a Casa de Passagem, fica na rua Giácomo Sônego Neto, 415, no bairro Pinheirinho e funciona 24h por dia. No local são realizados encaminhamentos, prestados auxílios para a elaboração de currículos, além de conter dormitórios, refeições e higiene pessoal à disposição dos usuários. Para  mais informações acesse: criciuma.sc.gov.br/site/noticiaUnica.php?noticia/14414#conteudo.

Como todo espaço de convivência coletiva dispõe de regras, no Centro Pop e na Casa de Passagem não é diferente. “Muitos do que se encontram em situação de rua são dependentes químicos e possuem dificuldades em permanecer nos equipamentos, principalmente na Casa de Passagem, e aderir às regras”, explica Patrícia.

Estrangeiros

O último levantamento feito pela secretaria apontou 129 pessoas em situação de rua na cidade. Destas, muitos são estrangeiros e não possuem autorização para exercer atividades remuneradas, pois entraram no país com visto de turismo. “Eles estão ilegais no país e para que possam ser regularizados, precisam recorrer à Polícia Federal”, acrescenta a secretária.

Acione a Abordagem Social

Aqueles que encontram pessoas em situação de rua, podem acionar o serviço de Abordagem Social, pelo telefone (48) 3431-0389.

 

 

Mais notícias

Notícias Relacionadas