Icone Acesso a informação
Portal
Transparência 
Consulta Prévia
Consulta
Prévia
Voltar
Social
Data: 08/01/2020 - Escrito por: Maria Henrique Leandro - Imagem: Maria Henrique Leandro

//Casa de Passagem presta serviços à população em situação de rua

Tweet
Equipamento pertencente à Secretaria de Assistência Social e Habitação de Criciúma realiza encaminhamentos, auxilia na elaboração de currículos e dispõe de dormitórios, refeições e higiene pessoal

A cidade de Criciúma possui um local para acolher a população em situação de rua. A Casa de Passagem Vida Livre é um equipamento pertencente à Secretaria de Assistência Social e Habitação, que fica localizado na rua Giácomo Sônego Neto, 415, no bairro Pinheirinho e funciona 24h por dia. Na casa são realizados encaminhamentos, prestados auxílios para a elaboração de currículos, além de conter dormitórios, refeições e higiene pessoal a disposição dos usuários.

O local também dispõe de uma psicóloga, uma assistente social e um tradutor de Inglês e Espanhol. A capacidade máxima de hospedagem é de 50 pessoas, com quatro dormitórios disponíveis, sendo um feminino, um masculino e dois familiares, para aqueles que se hospedam com a família. “Esse serviço é fundamental para quem quer se reerguer. Essa é uma ajuda que eles possuem para recomeçar, trabalhar e reestabelecer os vínculos”, explica a coordenadora da Casa de Passagem, Marina Matos da Silveira Manenti.

Para o secretário de Assistência Social e Habitação de Criciúma, Paulo César Bitencourt, o serviço é de extrema importância para a cidade e é fundamental que a população o conheça. “Poucos conhecem a Casa de Passagem e a forma como é tratada a população em situação de rua. É nela que é feito o acolhimento àqueles que por algum motivo não possuem um lar, um parente próximo, onde dormir e não quer dormir na rua. São pessoas que, apesar da situação, querem um ambiente melhor do que as ruas e a Casa de Passagem acaba sendo a porta de entrada”, enfatiza.

É preciso respeitar as regras

Apesar de o acolhimento ser realizado com ou sem encaminhamentos, existem algumas regras a serem cumpridas pelos usuários da Casa. Todos devem respeitar o objetivo colocado no momento de entrada. Como exemplo, aqueles que estão em busca de empregos, devem circular pela cidade para procurá-lo, podendo retornar ao espaço para realizar as refeições.

Até às 19h todos devem estar na casa, exceto aqueles que realizam horas extras, mediante aviso e é proibido fumar do portão para dentro. Além disso, todos devem manter o respeito com os funcionários e com os usuários. O não cumprimento das regras, bem como a chegada no local sob efeito de álcool ou substâncias ilícitas podem implicar no desligamento do cidadão.

Mais notícias

Notícias Relacionadas