Obras: recursos garantidos para pavimentar 195 ruas até dezembro
Página Inicial > Notícias > Notícia
Obras: recursos garantidos para pavimentar 195 ruas até dezembro
Através de programas de pavimentação, governo municipal já concluiu a obra em 26 ruas e outras 37 estão em andamento
Data: 02/05/2018    Última Atualização: 02/05/2018    Texto: Ana de Mattia    Foto: Divulgação/Decom    Categoria: Sistema de Infra.  

A Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, finalizou o mês de abril contabilizando 26 ruas pavimentadas em 2018. O número está dentro do cronograma que a Administração Municipal estabeleceu para o primeiro semestre do ano. Até junho, a prefeitura pretende asfaltar mais dois quilômetros e lajotar outros 20 m² de ruas. Outras 37 vias ainda estão em fase de terraplanagem e drenagem.

A meta é pavimentar 195 ruas até dezembro. Segundo a secretária de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana, Kátia Smielevski, os recursos para isso já estão garantidos. “O objetivo do governo é de pavimentar o maior número de ruas possíveis, pois sabemos que é importante para qualidade de vida, valorização do imóvel e a saúde dos moradores. A maior reinvindicação que recebemos é a pavimentação das vias”, revelou a secretária.

Atualmente, os funcionários da secretaria realizam trabalhos de pavimentação no bairro Santa Luzia. Serão asfaltadas 24 vias pertencentes aos loteamentos Bromélia I, Bromélia II e Ângelo Hilário Just, um total de 4,6 quilômetros. Para que a meta de pavimentações seja colocada em prática, a prefeitura vem contando com o apoio e parceria das comunidades através de dois projetos de pavimentação.

Parceria com moradores

A primeira rua a ser contemplada pelo projeto piloto de parceria com os moradores foi a Divo Rodrigues Cardoso, no bairro Archimedes Naspolini. Inaugurada dia 15 de fevereiro, a obra foi realizada por meio de uma parceria entre prefeitura e comunidade. O Governo de Criciúma ficou responsável pela drenagem, terraplanagem, pavimento, meio-fio, lajotas, areia e equipamentos.

Os trabalhos foram executados por meio do programa Segunda Chance, que usa a mão-de-obra dos detentos do Presídio Regional de Criciúma para a confecção dos materiais. Os moradores da localidade contrataram a mão-de-obra para o assentamento das lajotas, construção de bocas de lobo e calçadas. Atualmente, 48 vias estão participando do projeto e a previsão é de que sejam concluídas no fim deste ano.

Venda de terrenos

Já em outro programa, a prefeitura reúne moradores de uma determinada comunidade onde exista um terreno público. Se os moradores aceitarem a proposta, é realizada uma audiência pública na comunidade e o terreno é vendido por meio de leilão, conforme a Lei Municipal nº 6.847/17. O valor da venda é utilizado para pavimentação de ruas na localidade.

Até o momento, 24 vias estão sendo contempladas. “Os números das ruas irão aumentar conforme a venda dos terrenos”, explicou a secretária.

Usina de Asfalto

Paralelo a isso está o trabalho da Usina de Asfalto. Inaugurada no dia 4 de novembro de 2017, em comemoração aos 92 anos de emancipação político-administrativa de Criciúma, a usina trabalha a todo vapor. O equipamento produz 40 toneladas de asfalto por hora.

O material está sendo usado nas operações tapa-buraco, recuperação de trechos e acessos no capeamento asfáltico e material para novas pavimentações. De acordo com a secretária, a usina apresenta uma economia de 30% em relação à compra de materiais.