Júlio Lopes toma posse na presidência da Fundação Cultural de Criciúma
Página Inicial > Notícias > Notícia
Júlio Lopes toma posse na presidência da Fundação Cultural de Criciúma
Novo presidente assumiu prometendo investimento na cultura criativa e realização de eventos sem a utilização de recursos públicos
Data: 26/03/2019    Última Atualização: 26/03/2019    Texto: Vivian Sipriano    Foto: Jhulian Pereira    Categoria: Fundação Cultural de Criciúma  

O Paço Municipal foi transformado em palco para as mais diversas atrações culturais nesta terça-feira (26). Em comemoração à posse do novo presidente da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Júlio Lopes, houve exposição de artesanatos, apresentações musicais, diferentes estilos de dança e instrumentos.

No hall da Prefeitura Municipal, o Museu de Zoologia da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc) surpreendeu quem chegava com a presença de um dinossauro. Às 16h a Cia de Dança da Unesc recepcionou os convidados com a coreografia ‘Amada Espanha’, enquanto no Salão Ouro Negro o Coral Criança Feliz abria a cerimônia ao som de ‘Amigos para sempre’.

Júlio Lopes foi empossado para assumir a fundação pela quarta vez. Prometeu investimentos para a cultura e ao mesmo tempo economia para os cofres públicos, além do foco na cultura criativa. “A realização de eventos será sem a utilização de recursos públicos. Serão 20% do Fundo Municipal de Cultura e os outros 80% divididos entre os parceiros. Também vamos criar uma cooperativa do turismo, já que essa é uma indústria sem chaminé. Vamos investir no desenvolvimento desse setor”, reforçou o novo presidente.

O prefeito Clésio Salvaro comemorou a presença das atrações, simbolizando a volta da cultura ao ambiente da prefeitura. “É um dia muito especial pela posse do novo presidente da Fundação Cultural. Nós vivemos em uma cidade muito boa de se viver, e uma cidade extraordinária como a nossa merece uma cultura igualmente extraordinária”, finalizou o prefeito.

O novo presidente

Júlio Lopes nasceu em Florianópolis, vindo morar em Criciúma em 1973, onde conquistou o título de Cidadão Honorário da cidade. É formado em Odontologia mas se realizou também na área cultural. Já presidiu a fundação em outras três oportunidades, é fundador e membro da Academia Criciumense de Letras (ACLe), e já atuou nas áreas de turismo e esporte do município.