HMISC: nova ala será inaugurada neste sábado
Página Inicial > Notícias > Notícia
HMISC: nova ala será inaugurada neste sábado
Espaço contará com 70 novos leitos para atender toda a região
Data: 30/11/2018    Última Atualização: 30/11/2018    Texto: Ana de Mattia    Foto: Arquivo/Decom    Categoria: Saúde  

Uma das obras mais aguardadas pela população será entregue na manhã deste sábado (1º). A ampliação do Hospital Materno Infantil Santa Catarina (HMISC) irá beneficiar moradores de Criciúma e região. A construção foi realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde e da Prefeitura de Criciúma.

A inauguração terá a presença do governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira e do secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande. O evento contará com atrações para a população, a partir das 9h. O público vai prestigiar a orquestra do Bairro da Juventude e apresentações musicais e de dança de escolas municipais e da Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc).

As obras contemplam a ampliação da Central de Material Esterilizável (CME), reforma da rede elétrica do hospital, reforma de seis leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal no antigo prédio, reforma do refeitório, construção da cozinha, compra de equipamentos, instalação de torre de vídeo para cirurgias ginecológicas e pediátricas e reforma do consultório para gestantes.

O hospital conta hoje com 39 leitos. Após a ampliação foram inclusos mais 70 novos leitos, sendo 24 da maternidade, com alojamento conjunto para mães e bebês, seis na UTI Neonatal, um de isolamento da maternidade, 24 na clínica da mulher, um de isolamento na clínica da mulher, quatro de observação pós anestésicos e dez de cuidados intermediários. A expectativa é realizar 300 partos por mês.

Para proporcionar as melhorias para mães e bebês foram investidos na construção R$ 5.460.440,89, sendo que R$ 2.995.537,89 dos recursos veio da Administração Municipal e R$ 2.464.903,00 do Governo do Estado. “É uma conquista não só para Criciúma, mas para toda a região. Com a ampliação do serviço, terá uma diminuição na mortalidade materno infantil por meio da qualificação do serviço, como abertura do centro cirúrgico, ampliação dos leitos na UTI, banco de leite humano e outros serviços, além de ser um hospital de referência na maternidade de alto risco”, frisa a secretária municipal de Saúde, Francielle Gava.

Com mais de 4 mil metros², a ala integra o Bloco Materno e o Banco de Leite Humano. A ala estará aberta para funcionamento a partir do dia 17 de dezembro. Durante este período o local passará por higienização, os equipamentos serão testados e os profissionais serão capacitados.