Criciúma está entre as que mais arrecadarão com ICMS em 2017
Página Inicial > Notícias > Notícia
Criciúma está entre as que mais arrecadarão com ICMS em 2017
Cidade receberá mais R$ 1,1 mi. Dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Fazenda
Data: 16/12/2016    Última Atualização: 16/12/2016    Texto: Jhulian Pereira    Foto: Neka Dal Pont    Categoria: Sistema Econômico  

Criciúma está entre os municípios catarinenses que mais arrecadarão Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em 2017. Conforme o Índice de Participação dos Municípios (IPM), divulgado pela Secretaria de Estado da Fazenda nesta quinta-feira (15), a quinta maior cidade de Santa Catarina receberá R$ 1.140.737,83.

A cidade ocupa a nona posição no ranking de maiores índices de retorno de ICMS. Criciúma lidera o índice de movimento econômico entre os integrantes da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).

Para o secretário municipal da Fazenda, Cloir Da Soller, o resultado comprova o crescimento econômico registrado nos últimos anos. “O país atravessa um momento difícil na economia. Aqui em Criciúma, polo industrial dos setores cerâmicos e do carvão mineral, conseguimos manter um índice muito bom de retorno de ICMS”, afirma.

Na Amrec, o movimento econômico de Criciúma representa 40,81%. De acordo com o fiscal de rendas e tributos da Secretaria da Fazenda da Prefeitura de Criciúma, Luiz Fernando Cascaes, a cidade apresentou três crescimentos consecutivos no índice de retorno de ICMS.

“O índice de 2016 reflete a média do movimento econômico de 2013 e 2014. É importante destacar que das dez maiores cidades catarinenses, em termos de valor adicionado, Criciúma apresentou o maior crescimento percentual, sendo que das vinte maiores, dez apresentaram queda no IPM”, explica Cascaes.

Novas empresas impulsionaram o Produto Interno Bruto (PIB) de Criciúma. “O ICMS é um dos principais meios para gerar recursos aos cofres públicos. Nosso valor monetário cresceu, tanto é que saltamos da 10ª para a 8ª economia do estado. Ficamos felizes e convictos de que o trabalho realizado gerou bons resultados”, conta o prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo. 

O valor adicionado de Criciúma fechou o ano base de 2015 em R$ 3.688.632.516,1. 
 
Entenda como funciona a divisão do ICMS
 
O Governo do Estado de Santa Catarina deve repassar 25% do ICMS arrecadado pela Secretaria de Estado da Fazenda aos municípios, sendo que 15% são distribuídos igualmente entre as 295 cidades catarinenses e 85% divididos conforme o Movimento Econômico – ou Valor Adicionado (VA).
 
Cidades catarinenses com maiores índices de retorno de ICMS em 2017
 
IPM 2017 em %

Joinville / 9,7%
Itajaí / 7,1% 
Blumenau / 4,8%
Jaraguá do Sul / 3,7% 
Florianópolis / 2,9%
São José / 2,4% 
Chapecó / 2,4 % 
Lages / 1,9% 
Criciúma / 1,9% 
Brusque / 1,7%