Compartilhe:

Continuidade de projetos do Fonplata é assegurada em reunião

Encontro foi realizado nesta terça-feira (18), na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma
 / Fotos: Émerson Justo Texto: Jhulian Pereira

Funcionários da Prefeitura de Criciúma, representantes do Fundo de Financiamento para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) e membros da equipe de transição discutiram nesta terça-feira (18), na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Criciúma, a continuidade do financiamento internacional de US$ 17 milhões para realizar a obra do Binário da Avenida Santos Dumont. 

Viabilizado pelo prefeito Márcio Búrigo, o financiamento garante a construção de dois elevados na principal avenida do bairro São Luiz. Conforme o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Jader Westrup, a via será transformada em mão única (sentido Próspera/Pinheirinho), iniciando com a duplicação da Avenida Imigrantes Poloneses e rua Miguel Patrício de Souza.

Os elevados serão construídos na rótula do bairro São Luiz, no cruzamento com a rodovia Luiz Rosso (sentido Pinheirinho/Próspera). “Nos reunimos para explicar o projeto à equipe do próximo prefeito e garantir a continuidade das obras. Fomos muitas vezes a Brasília, conquistamos este benefício e desejamos que o próximo governo não deixe este financiamento de lado. São mais de R$ 50 milhões para Criciúma”, ressalta Westrup. 

Para a gerente de operações do Fonplata, Denise Takahashi Obara, a reunião foi produtiva e agradou os representantes do fundo internacional. “Fizemos essa reunião aqui em Criciúma porque tínhamos essa preocupação com a mudança de governo. Nossa ideia é prosseguir com as obras”, conta. 

Financiamento internacional

O prefeito Márcio Búrigo apresentou o projeto aos técnicos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, em Brasília (DF), e solicitou o empréstimo de US$ 34,5 milhões ao Fonplata. “O projeto foi aprovado. O fundo vai liberar metade do valor que pedimos. Em contrapartida, precisamos investir os outros US$ 17 milhões em obras de mobilidade urbana. Algumas obras que realizamos nos últimos dois anos já quitam este valor. Agora, com o interesse do próximo governo, esperamos que o contrato seja assinado o quanto antes”, afirma. 

A reunião contou com a participação do secretário Jader Westrup, do diretor de Projetos e Captação de Recursos da Prefeitura de Criciúma, Wagner Espíndola e do presidente da CDL Criciúma, Gelson Philippi. A equipe do Fonplata foi formada pela gerente de operações Denise Takahashi Obara e pelos especialistas em projetos Oscar Baldiviesco Menacho e Oscar Carvalho. A futura gestão foi representada por Arleu da Silveira, Luiz Juventino Selva, prefeito eleito Clésio Salvaro e o vice-prefeito eleito Ricardo Fabris.

< Voltar