Compartilhe:

Comunidades terapêuticas da região carbonífera passam por vistorias

Informações coletadas serão repassadas ao Governo do Estado de Santa Catarina para a continuidade do programa Reviver
Texto: Fagner Santos

Comunidades terapêuticas para dependentes químicos da região carbonífera foram fiscalizadas por membros do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (Comad), em parceria com o 9º Batalhão de Polícia Militar (COM) de Criciúma, Secretaria Regional de Saúde e Vigilância Sanitária de Criciúma. As vistoriam ocorreram na última semana e os resultados foram apresentados em reunião realizada nesta quarta-feira (9), na sala da Coordenação dos Conselhos, no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti. 

Os profissionais coletaram informações sobre comunidades terapêuticas de Criciúma, Siderópolis, Nova Veneza, Treviso, Içara e Balneário Rincão. “As vistoriam foram necessárias para mantermos o programa Reviver, do Governo do Estado. As comunidades terapêuticas vistoriadas estavam de acordo com os itens requisitados e podem receber novos pacientes. Os locais aprovados pelo Governo do Estado receberão mensalmente R$ 10 mil”, explica o presidente do Comad, Francis Carlos Mezzari.

Conforme Mezzari, a região carbonífera possui nove comunidades terapêuticas cadastradas. Os relatórios produzidos serão encaminhados para análise do Governo do Estado nesta sexta-feira (11).

Programa Reviver

Criado em 2013, o programa Reviver visa credenciar comunidades terapêuticas para dependentes químicos. As entidades cadastradas recebem auxílio financeiro e suporte técnico do Governo do Estado. As atividades são desenvolvidas em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc).

< Voltar