Compartilhe:

Casa do Professor recebe formação na área de artes

Um ciclo de palestras foi organizado pela coordenação de artes para levar novos conhecimentos e técnicas aos educadores
 / Fotos: Milena dos Santos Texto: Milena dos Santos – SC 04205 JP

São muitas e variadas as formas de se trabalhar a arte na educação, promovendo a produção de conhecimento e a criação artística. Pensando em aprimorar o conhecimento dos profissionais da área de artes, que atuam nas escolas da rede municipal, a Secretaria Municipal de Educação realizou nesta terça-feira (9), na Casa do Professor Paulo Freire, o primeiro dia de formação continuada com o professor Willian Marcos Machado, que trabalhou com o tema “Jogos Teatrais na Escola”.

Segundo Machado, os educadores têm um grande desafio: modificar a forma de aplicar as aulas planejadas. “É necessário que o professor esteja preparado para atender qualquer aluno, não sendo apenas uma questão de esquecer o passado, mas aliar o conhecimento adquirido até aqui, com as novidades desta era, que estão sempre em transformação. Hoje os alunos estão com seus conhecimentos muito ampliados, pelas facilidades que a vida proporciona, mostrando que é necessário mudar nossa forma de dar aula”, salienta.

Para participar da formação, os educadores que atuam da educação infantil até o 9º ano do ensino fundamental, preencheram um cadastro e sugeriram temas para serem trabalhados. As atividades serão divididas em quatro momentos, com oficinas de teatro, música e gravura.

De acordo com a coordenadora do Ensino da Arte da Secretaria de Educação, Gislene Sala, a ideia é promover a formação de educadores de modo que tenham condições de fundamentarem a compreensão de seus ensinamentos em sala de aula. “A ideia é que os professores usem esses jogos e atividades nas escolas, que tornem as aulas mais dinâmicas. Estamos ofertando novas experiências. Essas oficinas trazem uma linguagem diferente das formações que eles frequentam. Nós sabemos que um bom ensino de arte amplia a capacidade dos nossos alunos de transformarem informações em conhecimento, fortalecer o poder de escolhas, desenvolve o olhar e a escuta sobre eles mesmos e sobre os outros, promovendo assim uma atuação mais consciente perante a vida”, destaca.

< Voltar